Guaraná Antarctica Black chega ao mercado

quarta-feira, janeiro 14, 2015


Novo líquido combina o tradicional Guaraná Antarctica com o sabor do açaí e de frutas amazônicas, resultando em uma bebida única e original. 

Pioneiro e líder absoluto na categoria de guaranás, Guaraná Antarctica apresenta ao mercado um novo líquido, que combina o autêntico guaraná que o consumidor da marca já conhece, com o sabor do açaí e de frutas naturais da Amazônia: o Guaraná Antarctica Black. A novidade é uma bebida única e original, de coloração e espuma avermelhados, diferente de tudo o que existe hoje no mercado. 

Disponível nas versões lata 350ml e PET 2L, a identidade visual do produto foi inspirada no conceito da campanha “Se Joga No Escuro”, que incentiva o consumidor a provar o desconhecido e mostra que o inusitado e o novo podem ser muito bons. Criada pela DM9DDB, a campanha teve início na última semana instigando a curiosidade do público nas ruas e na internet. Enquanto mobiliários urbanos em São Paulo convidavam os consumidores a twittarem a hashtag #SeJogaNoEscuro para revelar qual era o mistério por trás da campanha, na internet a marca criou um site de pré-venda em que o consumidor adquiria o produto às cegas e era surpreendido em casa com o novo Guaraná Antarctica Black. 

“Guaraná Antarctica é uma marca brasileira reconhecida por sua ousadia e inovação. Assim, após três anos de desenvolvimento, apresentamos o novo Guaraná Antarctica Black que chega ao mercado para surpreender o paladar dos nossos milhões de consumidores no Brasil” explica Thiago Zanettini, diretor de marketing da marca. 

Assim como a versão regular, Guaraná Antarctica Black tem origem em Maués, no coração da Amazônia, e carrega a brasilidade em seu DNA. Na região, a Ambev mantém a Fazenda Santa Helena, que é considerada o maior banco genético de guaraná do mundo, e a filial Extratos. A Fazenda é o local onde a companhia desenvolve as melhores técnicas para o cultivo de Guaraná e a filial Extratos é a responsável pela produção de todo o extrato de guaraná utilizado nos refrigerantes da companhia, incluindo o novo Guaraná Antarctica Black. “Somente uma marca como Guaraná Antarctica, já tão conhecida e apreciada pelos consumidores, poderia se apropriar de outros elementos como o açaí para criar um novo líquido com características ainda mais brasileiras”, conclui Zanettini. 

Guaraná Antarctica Black já está disponível nos principais pontos de venda das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e nas próximas semanas chegará em todo o Brasil. O Guaraná e a Amazônia - O Estado do Amazonas responde por metade do volume nacional de sementes de guaraná e por sua vez, Guaraná Antarctica compra 80% da produção do Amazonas. Hoje, só a compra de guaraná injeta mais de R$ 21 milhões na economia do Amazonas por ano e o cultivo do fruto emprega mais de 2500 famílias de agricultores na região de Maués e de outros municípios da Amazônia Legal. 

Em Maués, a Fazenda Santa Helena, inaugurada em 1971, ocupa uma área de mais de mil hectares, dos quais 640 de mata nativa preservada. Com produção exclusiva do extrato de Guaraná, a companhia também possui a fábrica de extrato com capacidade para gerar 280 mil litros por ano, que são distribuídos para todo o Brasil e também para parte do Japão e Portugal. 

Guaraná Antarctica é o refrigerante líder absoluto no segmento guaraná no Brasil e é distribuído em cerca de um milhão de pontos de venda em todo o país. Guaraná Antarctica conquistou o paladar dos brasileiros e estrangeiros, tornando-se um sinônimo de produto genuinamente brasileiro com seu sabor único e autêntico. Guaraná Antarctica Black chega para reforçar ainda mais a categoria e oferecer ao consumidor um sabor ainda mais brasileiro.

Via: Fator Brasil
Novo líquido combina o tradicional Guaraná Antarctica com o sabor do açaí e de frutas amazônicas, resultando em uma bebida única e original. Pioneiro e líder absoluto na categoria de guaranás, Guaraná Antarctica apresenta ao mercado um novo líquido, que combina o autêntico guaraná que o consumidor da marca já conhece, com o sabor do açaí e de frutas naturais da Amazônia: o Guaraná Antarctica Black. A novidade é uma bebida única e original, de coloração e espuma avermelhados, diferente de tudo o que existe hoje no mercado. Disponível nas versões lata 350ml e PET 2L, a identidade visual do produto foi inspirada no conceito da campanha “Se Joga No Escuro”, que incentiva o consumidor a provar o desconhecido e mostra que o inusitado e o novo podem ser muito bons. Criada pela DM9DDB, a campanha teve início na última semana instigando a curiosidade do público nas ruas e na internet. Enquanto mobiliários urbanos em São Paulo convidavam os consumidores a twittarem a hashtag #SeJogaNoEscuro para revelar qual era o mistério por trás da campanha, na internet a marca criou um site de pré-venda em que o consumidor adquiria o produto às cegas e era surpreendido em casa com o novo Guaraná Antarctica Black. “Guaraná Antarctica é uma marca brasileira reconhecida por sua ousadia e inovação. Assim, após três anos de desenvolvimento, apresentamos o novo Guaraná Antarctica Black que chega ao mercado para surpreender o paladar dos nossos milhões de consumidores no Brasil” explica Thiago Zanettini, diretor de marketing da marca. Assim como a versão regular, Guaraná Antarctica Black tem origem em Maués, no coração da Amazônia, e carrega a brasilidade em seu DNA. Na região, a Ambev mantém a Fazenda Santa Helena, que é considerada o maior banco genético de guaraná do mundo, e a filial Extratos. A Fazenda é o local onde a companhia desenvolve as melhores técnicas para o cultivo de Guaraná e a filial Extratos é a responsável pela produção de todo o extrato de guaraná utilizado nos refrigerantes da companhia, incluindo o novo Guaraná Antarctica Black. “Somente uma marca como Guaraná Antarctica, já tão conhecida e apreciada pelos consumidores, poderia se apropriar de outros elementos como o açaí para criar um novo líquido com características ainda mais brasileiras”, conclui Zanettini. Guaraná Antarctica Black já está disponível nos principais pontos de venda das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e nas próximas semanas chegará em todo o Brasil. O Guaraná e a Amazônia - O Estado do Amazonas responde por metade do volume nacional de sementes de guaraná e por sua vez, Guaraná Antarctica compra 80% da produção do Amazonas. Hoje, só a compra de guaraná injeta mais de R$ 21 milhões na economia do Amazonas por ano e o cultivo do fruto emprega mais de 2500 famílias de agricultores na região de Maués e de outros municípios da Amazônia Legal. Em Maués, a Fazenda Santa Helena, inaugurada em 1971, ocupa uma área de mais de mil hectares, dos quais 640 de mata nativa preservada. Com produção exclusiva do extrato de Guaraná, a companhia também possui a fábrica de extrato com capacidade para gerar 280 mil litros por ano, que são distribuídos para todo o Brasil e também para parte do Japão e Portugal. Guaraná Antarctica é o refrigerante líder absoluto no segmento guaraná no Brasil e é distribuído em cerca de um milhão de pontos de venda em todo o país. Guaraná Antarctica conquistou o paladar dos brasileiros e estrangeiros, tornando-se um sinônimo de produto genuinamente brasileiro com seu sabor único e autêntico. Guaraná Antarctica Black chega para reforçar ainda mais a categoria e oferecer ao consumidor um sabor ainda mais brasileiro. Enviar Imprimir meuip.co

You Might Also Like

0 comentários