Chocolate em excesso bagunça a saúde

abril 19, 2011

Preto, branco, crocante, amargo, recheado, light ou diet. São camadas e camadas de chocolate que dão forma ao ovo mais saboroso do planeta: o ovo de Páscoa. Além disso, barras de chocolate, bombons e trufas encorpam a cesta da comemoração mais doce do ano.

O problema é que com tanta opção fica fácil passar do ponto na quantidade ingerida, e como todo excesso, o de chocolate também faz mal ao organismo. Segundo Pedro Saddi, médico endocrinologista e clínico geral da Universidade Federal de São Paulo, um dos maiores impactos é com relação ao ganho de peso.

"O chocolate é rico em açúcar e gorduras, concentrando muitas calorias. Quem come demais, e não queima a energia adquirida, vai engordar", afirma o especialista. Mas não é só isso.
 O sistema digestivo também sofre com a comilança do chocolate. É que esse doce possui substâncias que podem provocar refluxo dos sucos gástricos, uma ação que acontece quando o conteúdo ácido do estômago retorna para o esôfago, provocando, ardor, queimação e mal-estar.

"A intensidade varia de pessoa para pessoa. Mas é preciso procurar um médico para analisar os prejuízos", explica o especialista.
Reações alérgicas
O chocolate pode desencadear alguns processos alérgicos quando consumido em excesso. A nutróloga, Daniela Hueb, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, explica que alguns estudos revelam que crianças chegam até a desenvolver uma rinite alérgica muitas vezes confundida com resfriado.

Outras reações comuns derivadas do alto consumo deste alimento são coceiras, irritação na pele com vermelhidão e bolhas, diarreia e até falta de sono.

A acne pode aparecer em pessoas que tem a pele oleosa ou com tendência maior para ter cravos e espinhas, se a ingestão de chocolate for grande. Outro desprazer são as crises de enxaqueca, que podem ser desencadeadas pelo consumo da guloseima.
Mas, segundo especialistas, não há estudo que comprove a relação do chocolate com dor de cabeça ou espinhas. Quem sofre desses males deve observar se a doença se agrava após a ingestão do alimento e maneirar no consumo.

Quanto posso comer sem passar mal?

De acordo com o endocrinologista Pedro Saddi, em geral, a quantidade de 100 gramas por dia de chocolate seria uma boa medida de consumo.
"Um quilo de chocolate tem cerca de cinco mil calorias, ou seja, é duas vezes e meia o montante de calorias que um homem adulto necessita consumir em um dia. Dessa forma, um pedaço pequeno já tem calorias consideráveis", diz ele.
Via: Paraná Online

You Might Also Like

0 comentários

Instagram