Os 45 Anos do Filme "Barbarella"

sexta-feira, julho 19, 2013


Em 18 de Outubro de 1968, estreava nos cinemas, o filme franco-italiano de ficção científica Barbarella, dirigido por Roger Vadim e produzido por Dino de Laurentiis. Seu lançamento foi feito meses depois do grande clássico do cinema, 2001, Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick. O filme foi rodado em dois idiomas, francês e inglês.
Foi adaptado das histórias em quadrinhos criada por Jean Claude Forest sobre a agente ninfomaníaca Barbarella, que viaja pelo universo, de planeta em planeta vivendo aventuras apimentadas e eróticas.
Apesar de ser uma inovação na época, o filme foi um fracasso de bilheteria, pois foram gastos 9 milhões de Dólares e o filme arrecadou 2,5 milhões nos Estados Unidos, em 1968. Jane Fonda posou nua para a revista Penthouse vestida como a personagem, mas nem isso chamou a atenção, apesar da atriz se tornar um símbolo sexual na época.
O filme se tornou cult, quando foi reexibido em 1977.





Veja abaixo algumas versões do cartaz do filme:












No filme, a astronauta Barbarella vive no século 40 e é incumbida de capturar o vilão Duran Duran que criou uma arma que é capaz de destruir o universo, e manter a paz, já que não existem mais guerras no futuro.

Vamos conhecer os personagens:

Barbarella (Jane Fonda) - Uma agente astronauta, ela tem a função de patrulhar o universo, é muito sensual e usa o sexo para atingir os seus objetivos.


Pygar (John Phillip Law) - Um anjo alienígena, foi cegado pela Rainha Negra, vive no Labirinto de SoGo e ajuda Barbarella quando ela está em perigo.

Rainha Negra de SoGo (Anita Pallenberg) - Também conhecida como O Grande Tirano, ela é bissexual, seduziu Pygar e tenta o mesmo com Barbarella, governa a cidade com mãos de ferro e adora tortura.


Dildano (David Hemmings) - É o líder da resistência, pretende destituir a Rainha Negra do poder e libertar os fracos e oprimidos do labirinto de SoGo, auxilia Barbarella e em troca, eles fazem amor usando pílulas de transferência.

Professor Ping (Marcel Marceau) - Um inventor que vive no Labirinto de SoGo, é amigo de Pygar e promete consertar a nave de Barbarella que caiu no planeta 16 de Tau Ceti.

Mark Hand (Ugo Tognazzi) - Um capturador que caça crianças perdidas, ele salva Barbarella da morte e em troca pede para que ela faça amor com ele à moda antiga.

Duran Duran (Millo O´Shea) - Um grande vilão, ele é o braço direito da Rainha Negra de SoGo, inventor do raio positrônico que causa destruição em massa.

Stomoxys e Glossina ( Marie Therese  e Caterine Chevallier) - as gêmeas são sobrinhas da Rainha Negra, apesar de parecerem adoráveis, são crianças diabólicas que adoram brincar com bonecas assassinas.


A abertura do filme foi eleita como uma das 50 mais criativas, pois começa com Barbarella se despindo de seu traje de astronauta em gravidade zero, flutuando completamente nua, enquanto os créditos tapam sua nudez. Na realidade, Jane Fonda se despia sobre uma placa de plexiglass com a imagem do cenário no fundo, isso pode ser notado quando ela tira a luva e vemos o reflexo no acrílico.


O figurino do filme foi desenhado pelo renomado estilista Paco Rabanne, que estava no auge naquela época, por utilizar metal para criar roupas, veja abaixo, as peças criadas por ele.








O filme refletia os acontecimentos do final dos anos 60 como o movimento hippie com a filosofia do "faça amor e não faça guerra", o período da corrida espacial, pilulas, drogas e revolução sexual. O próprio tema de abertura do filme, dizia que Barbarela é psicodélica. No cenários, vemos muito acrílico e móveis com formatos antropomórficos.

Sala do Trono da Rainha Negra

Máquina Excessiva que matava as pessoas de prazer


Um narguile gigante onde as mulheres fumavam "essência de homem"

Gaiola de torturas com pássaros sanguinários
Pygar e Barbarella sobrevoando o Labirinto de SoGo
Esconderijo de Dildano

Câmara dos Sonhos

Espaçonave de Barbarella

O interior da nave, totalmente kitsch, com forração de carpete

O filme teve algumas cenas que foram cortadas, uma delas seria uma tórrida sedução lésbica entre a Rainha Negra e Barbarella.





Uma cena foi substituida, Dildano seria o ator Antonio Sabato, ele e Barbarella fariam a cena da pilula de transferência de exaltação, com a Jane Fonda completamente nua, mas o diretor achou que ele não se saiu bem e o substitui por David Hemmings, mas com a atriz totalmente vestida.





Veja abaixo algumas imagens de bastidores do filme:












Trilha Sonora do Filme

Dentre algumas curiosidades do filme temos:

As atrizes Virna Lisi e Sophia Lorem foram convidadas para o papel principal, mas ambas recusaram.

O nome de SoGo é uma referência à Sodoma e Gomorra, cidade descrita na Bíblia

Jean-Claude Forest se inspirou em Brigitte Bardot  para criar os quadrinhos de Barbarella, ironicamente ela era a ex-mulher do diretor do filme, Roger Vadim.

Nos quadrinhos de Barbarella, não havia nenhum vilão Duran Duran e muito menos o raio positrônico, mas o nome do vilão inspirou o nome da banda pop rock dos anos 80.

O nome das gêmeas diabólicas, Stomoxys e Glossina, na verdade são de duas moscas nocivas transmissoras de doenças.

Fonte: IMDB

You Might Also Like

0 comentários